Dropshipping em Portugal: Tudo o que precisa saber

Gabrielle Figueiredo
27.06.22
Leitura de 5 minutos

O dropshipping é um modelo de negócio que conta com cada vez mais adeptos, seja pela facilidade de investimento ou gestão mais simplificada, que pode ser feita à distância.

Neste artigo, iremos explicar-lhe o que é o dropshipping, as suas vantagens e desvantagens, e ainda como poderá implementar esse modelo de negócio em Portugal.

Iremos também mostrar-lhe como a conta empresa da Wise pode potenciar o seu negócio, reduzindo substancialmente o valor que gasta em conversões e transferências internacionais, através de uma conta multimoeda sem custos de manutenção.

Conheça a conta
empresa da Wise 💡

Dropshipping: o que é?

Dropshipping é um modelo de negócio em que o dono não mantém nenhum artigo em estoque, concentrando-se antes na intermediação entre fornecedores e clientes finais.

Ou seja, o dono apenas é responsável por promover os produtos e assegurar a satisfação do cliente, tratando do marketing, das vendas e dos pagamentos aos fornecedores.

Neste modelo, os fornecedores enviam o produto diretamente para o cliente final, através da intermediação do dono do negócio.

O dropshipping tornou-se particularmente popular em formato digital porque os sites e restantes canais online facilitam as vendas e a gestão logística à distância.

Apesar deste modelo de mercado estar muito associado com origem asiática, vendidos em sites europeus ou norte-americanos, ele também pode ser executado de outras formas e com qualquer tipo de fornecedor.

💡 De forma simplificada, o dropshipping funciona assim:

  1. O dono do negócio seleciona os seus produtos e chega a acordo com os fornecedores quanto às condições de venda e envio;
  2. Ao fazer uma venda e receber um pedido de encomenda, o gestor do dropshipping remete esse pedido para o seu fornecedor, que é quem detém todo o estoque;
  3. O fornecedor faz o envio do produto;
  4. O dono do negócio de dropshipping vai lucrar com base na diferença entre o valor pago pelo cliente final e o valor cobrado pelo fornecedor.

O dropshipping vale a pena? Entenda as vantagens e desvantagens?

dropshipping

Vantagens do dropshipping

Baixo investimento inicial

Por não existir necessidade de comprar ou produzir estoque, o investimento inicial será sempre baixo. Terá apenas de entrar em contacto com os seus fornecedores e encontrar a melhor estratégia para promover os seus produtos.

Poucas despesas fixas

Num modelo de vendas tradicional, os custos fixos relacionados com o armazenamento, embalamentos, logística, entre outros, podem ser consideráveis. Com o dropshipping esses custos são praticamente inexistentes do lado do vendedor, que na maioria dos casos fica focado na gestão da sua loja online.

Ausência de stock parado

Num modelo de vendas tradicional, escoar inventário é uma das grandes preocupações dos empresários, sendo que o estoque parado é um problema que poderá acarretar grandes custos. Com o dropshipping, o estoque mantém-se do lado dos fornecedores e esse problema não existe.

Flexibilidade

Poderá facilmente testar diversos produtos sem a necessidade de grandes investimentos. Basta encontrar um fornecedor que tenha o produto pretendido e começar a vendê-lo no seu espaço online.

🔎 Leia também: Como comprar no Alibaba Portugal

Desvantagens do dropshipping

Muita concorrência e falta de exclusividade

A simplicidade e baixo custo de entrada atrai muitos empreendedores, que poderão até partilhar os mesmos fornecedores e vender produtos iguais. Tudo isto origina uma grande competitividade entre negócios que muitas vezes não têm grandes fatores diferenciadores.

Taxas alfandegárias e tempo de envio

Taxas alfandegárias podem ser aplicadas e os tempos de envio poderão ser longos, dependendo da localização do cliente e do fornecedor. Uma das desvantagens do dropshipping é perder alguma capacidade para controlar a experiência pós-venda do cliente, nomeadamente o envio, por isso convém investir na busca de fornecedores fiáveis.

Margens de lucro baixas

Devido à concorrência e competitividade, referidas anteriormente, o dropshipping acaba por ser muitas vezes um negócio com margens de lucro baixas. Como os fornecedores são os donos do inventário ganham poder negocial, o que torna difícil baixar os seus preços.

As taxas das transferências internacionais e os custos de conversão também podem puxar a margem de lucro para baixo quando compra e vende internacionalmente. E é por isso que uma conta empresa da Wise pode ser uma ótima aliada do seu negócio, onde é possível enviar, gastar e receber em diferentes moedas, sempre usando a taxa de câmbio comercial real.

Wise-business

Com a conta da Wise é possível:

Faça negócios sem
fronteiras com a Wise 🚀

Dropshipping: como começar a montar o seu negócio em Portugal

Confira todos os passos a seguir para criar um negócio de dropshipping em Portugal.

Escolha uma plataforma para a sua loja online: Apesar de poder construir o seu website de raiz, existem formas mais simples de o fazer. Plataformas como o Shopify, Wix ou Jumpseller têm templates predefinidos para a sua loja, que requerem pouco ou nenhum trabalho de desenvolvimento, permitindo criar uma loja online em pouco tempo.

Escolha uma ferramenta de dropshipping: Poderá ser boa ideia otimizar a sua loja online com uma ferramenta que conecte o seu site diretamente aos seus fornecedores, simplificando parte da sua operação. É possível fazer isto através de plugins como o Oberlo ou o Modalyst.

Faça uma pesquisa de mercado: Analise outros negócios de dropshipping, os fornecedores existentes, os produtos que mais vendem e as necessidades do seu cliente ideal. Só assim conseguirá decidir qual a estratégia a adotar para o seu próprio negócio.

Invista numa estratégia de marketing: Quando já tiver o seu negócio de dropshipping pronto a arrancar, não se esqueça de investir numa estratégia de marketing. Não pense que o negócio irá ter resultados simplesmente por estar online. Deverá angariar os clientes certos e promover os seus produtos junto da audiência certa.

Peça ajuda a um contabilista: Se não sabe bem como funciona a legislação e os impostos associados ao dropshipping, deverá consultar um contabilista para o ajudar nessas questões com base no seu caso específico. Abaixo explicamos-lhe algumas das principais questões legais a que deverá prestar atenção.

🔎 Leia também: Como encontrar os melhores fornecedores de dropshipping em Portugal

Legislação e impostos do dropshipping em Portugal

Para poder desenvolver um negócio de dropshipping em Portugal, deverá abrir atividade em nome individual ou constituir uma empresa.

Nos detalhes da sua atividade deverá indicar se só vai vendar no Espaço Económico Europeu ou se pretende também fazer exportações (vendas para fora da nossa área comum). O seu código de atividade será, à partida, o CAE 47910: Comércio a retalho por correspondência ou pela internet.¹

Para além da atividade empresarial, deverá ter em atenção aos seguintes aspetos:

Taxas Alfandegárias - Caso os produtos venham de fora da União Europeia poderão estar sujeitos ao pagamento de taxas alfandegárias (o mesmo acontece se forem enviados da UE para um país exterior). Se assim for, deverá considerar a opção de pagar estas taxas, evitando que recaiam sobre o cliente.

Faturas - O produto vai precisar de uma fatura para circular e o seu fornecedor não pode emitir uma fatura em seu nome. Analise qual a melhor maneira de ultrapassar este constrangimento.

IVA - O enquadramento do Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA) varia conforme a localização do cliente final. Verifique se na venda em questão tem ou não que cobrar IVA e não se esqueça de comunicar o valor final do seu produto de forma clara.

Os negócios de dropshipping tendem a ter um enquadramento legal com alguma complexidade por lidarem frequentemente com fornecedores e clientes em diferentes geografias. Caso não domine a matéria, é boa ideia falar com um especialista.

Reduzir custos no dropshipping com a Wise

Num negócio de dropshipping é frequente ter fornecedores e clientes em países diferentes, o que implica gerir pagamentos e transferências em diferentes moedas, mas também custos de câmbio que podem ser bastante significativos. Com a conta empresa da Wise isso deixa de ser uma preocupação!

Com acesso a pagamentos internacionais mais baixos que os bancos internacionais, contar com a ajuda da Wise para o seu negócio de dropshipping só lhe traz vantagens.

conta-comercial-wise

Esta conta é ideal para negócios internacionais por lhe permitir guardar e converter mais de 50 moedas numa só conta. Assim pode, por exemplo, receber pagamentos em euros, pagar em dólares ou yuans, e converter o seu dinheiro quando quiser à taxa de câmbio real.

Para além disso, a conta da Wise possui integração com o Xero, pagamentos em lote, API aberta e extratos mensais.

Abra sua conta
empresa da Wise 💼


Fontes:

  1. [INE: Classificação Portuguesa das Actividades Económicas] (https://www.ine.pt/ine_novidades/semin/cae/CAE_REV_3.pdf)

Fontes verificadas pela última vez em 12 de junho de 2022.


Esta publicação foi redigida com o intuito de fornecer informações gerais, sem a pretensão de abranger todos os aspetos do tema em questão. Ela não se destina a fornecer orientação financeira. Você deverá procurar aconselhamento profissional e/ou especializado antes de tomar qualquer ação baseada no conteúdo deste artigo. A informação da publicação não constitui parecer legal, fiscal ou de qualquer outra índole profissional por parte da TransferWise Ltda e seus parceiros. Resultados anteriores não garantem efeitos semelhantes no futuro. Não garantimos de forma explícita ou implícita que o conteúdo da publicação esteja preciso, completo ou atualizado.

Wise: a forma inteligente de enviar dinheiro entre países.

Saiba mais

Dicas, notícias e atualizações no seu país