Estudar espanhol na Espanha: tudo que você precisa saber

Joao Marcos

Aprender espanhol na Espanha parece, em si, o jeito certo de se conectar com o idioma. Além de estudar na fonte, a experiência multicultural no país europeu atrai muitos brasileiros.

Segundo dados do Ministério das Relações Exteriores, a Espanha é o sétimo país com maior número de brasileiros no mundo e o quarto na Europa, com 156.439 pessoas¹.

As escolas de idiomas voltadas a estrangeiros atraíram mais de 140 mil alunos para Espanha em 2019, segundo dados da Federação Espanhola de Associações de Escolas de Espanhol para Estrangeiros (Fedele)².

Clique aqui e abra uma conta na
Espanha antes de sair do Brasil💰

Vale a pena estudar espanhol na Espanha?

O espanhol é uma das línguas mais faladas no mundo. Estudar o idioma diretamente na Espanha é a chance de aprender tendo ao mesmo tempo uma experiência cultural e imersão prática, usando o espanhol no dia a dia. Os destinos mais ativos para quem busca estudar espanhol na Espanha, no ano de 2019, eram Andaluzia (51.567 alunos), Comunidade Valenciana (28.112 alunos), Madrid (17.936), Castela e Leão (17.130) e Catalunha (15.200), conforme o mesmo estudo.

A sociedade espanhola é reconhecida por ser uma das mais abertas à inclusão, respeito pela liberdade sexual e pela convivência entre religiões, sendo um lugar aberto a receber pessoas de todo mundo³.

Além disso, o país tem excelente qualidade de vida, segurança, tem clima temperado e é muito turístico, tendo lugares incríveis para serem conhecidos.

Ensinar espanhol para estudantes de todo mundo é algo levado com valor histórico pelo país, que conta com instituições que oferecem diversos tipos de bolsas e incentivos.

Leia também: Custo de vida na Espanha: Guia 2022

Quanto custa estudar espanhol na Espanha?

Existe uma pluralidade de cursos de idioma para estrangeiros oferecidos na Espanha. Desde níveis mais básicos até modalidades preparatórias para quem deseja ingressar na faculdade ou no mercado de trabalho local. Conforme pesquisa, encontramos valores para um curso geral de espanhol:

Tempo de cursoValor médio por semanaValor convertido em R$*
1 semana€ 160 a € 300R$ 991,57 a R$ 1.865,37

Cotação feita pela Wise em 28 de novembro de 2021.

Você pode fazer a conversão atualizada abaixo:


Pretende estudar na Espanha? Planeje suas finanças

Ter acesso a uma conta em Euro e dados bancários do país antes mesmo de desembarcar é algo que facilita muito o planejamento de uma mudança.

Isso é possível com a conta multimoeda da Wise, que pode ser aberta facilmente pela internet.

Com essa conta, você tem dados bancários europeus como IBAN e SWIFT para realizar transações econômicas e práticas. Na conta é possível armazenar mais de 50 moedas e enviar dinheiro para 80 países obtendo uma taxa de câmbio comercial real, sem tarifas ocultas.

Abra sua conta gratuita
clicando aqui 💰

Também fica disponível o cartão de débito Wise assim que você chegar na Espanha. O cartão aceito em 200 países permite pagamentos com Apple Pay e o Google Pay e saques.

Visto de estudante de idiomas na Espanha

Quem quiser permanecer na Espanha estudando espanhol por um período mínimo de 3 meses não precisa de visto de estudos. Você poderá viajar e obter o visto de visitante na hora da imigração⁴.

No entanto, para entrar no país é preciso apresentar um passaporte com validade mínima de 3 meses após a data de saída; passagem de avião de ida e volta fechada; comprovação dos meios financeiros para se manter - cerca de € 90 por dia; e documento de matrícula em um centro de ensino. É recomendável ter um plano de saúde válido pelo período de permanência.

Agora se o objetivo é permanecer no país por mais de 3 meses, é preciso tirar um visto de estudante que deve ser obtido pessoalmente nos Consulados Gerais da Espanha no Brasil: em Brasília, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo ou Porto Alegre⁵.

estudar-na-espanha

Existe o visto de estudante de curta duração, para permanência entre 3 e 6 meses, com um aplicação que exige menos documentação, entretanto, não pode ser estendido. Serve para frequentar as aulas de espanhol e cursos de curta duração de universidades.

Para permanecer por mais de 6 meses, existe o visto de estudante de longa duração. A papelada para conseguir esse visto é maior, inclui atestado de saúde e de antecedentes criminais, por exemplo.

Além de preencher o pedido de visto, os alunos devem solicitar um cartão de residência estudantil em um escritório de imigração dentro de um mês após a chegada.

Para longa ou curta duração, é necessário apresentar a admissão a um centro de ensino ou científico público ou privado espanhol, oficialmente reconhecido; prova documental de que o requerente dispõe de meios financeiros suficientes para toda a estadia na Espanha; plano de saúde pelo período; entre outros documentos pessoais.

O pedido de visto deve ser apresentado entre 2 e 3 meses antes de viajar para a Espanha para garantir o processamento.

Leia também: Cidadania Espanhola: como conseguir

Como estudar de graça na Espanha

Quando se trata de oportunidades para estudar gastando menos, a Espanha tem uma série de programas que oferecem essa vantagem.

Para cursos de espanhol, a Fundación de la Lengua Española concede a cada ano um grande número de bolsas de estudo a alunos interessados em aprender e praticar o espanhol num contexto de imersão linguística na cidade histórica de Valladolid.

É destinada a alunos do mundo todo, maiores de 18 anos, com qualquer nível de espanhol, por um período de 2 semanas - a bolsa não inclui estadia, matrícula de € 100, entre outras despesas pessoais.

intercambio-na-espanha

As demais bolsas do país são geralmente voltadas ao ensino superior. A maior delas é da Fundación Carolina que abre anualmente centenas de oportunidades nas mais diversas áreas.

A Asociación Universitaria Iberoamericana de Postgrado (AUIP) oferece também várias oportunidades de intercâmbio entre faculdades e universidades latino-americanas.

Cursos de formação profissional em universidades, mestrado e doutorado, podem ser conquistados pelo programa Erasmus, mantido pela União Européia e que custeia toda a permanência no país.

Fundación Botín, Universidad de La Rioja, o banco espanhol Santander, são algumas das entidades que oferecem bolsas de estudo de diferentes modalidades. É preciso estar pesquisando constantemente para encontrar oportunidades e não perder o período de inscrições.

Estudar e trabalhar na Espanha: é possível?

Quem obtiver o visto de estudante para permanecer no país por mais de

3 meses pode trabalhar legalmente na Espanha por 20 horas por semana, cerca de 4 horas por dia, desde que compatível com o horário do curso⁴.

Você precisará obter uma autorização de trabalho, que o empregador deve requerer com o Foreign Office.

Leia também: Guia completo sobre como morar na Espanha

Fontes consultadas neste artigo:

  1. Ministério das Relações Exteriores. Comunidade Brasileira no Exterior - Estimativas Referentes ao Ano de 2020
  2. El Economista. La enseñanza del español a extranjeros mueve más de 235 millones anuales
  3. Fedele. ¿Por qué aprender español en España?
  4. Gobierno de España. Estudiar en España - Estudar na Espanha
  5. Gobierno de España. Consulados da Espanha no Brasil

Fontes consultadas pela última vez em 28 de novembro de 2021.


Consulte os termos de uso e a disponibilidade de produtos para a sua região ou visite tarifas da Wise e preços para obter os preços mais atualizados e informações sobre tarifas.

Esta publicação é fornecida para fins de informação geral e não constitui aconselhamento jurídico, tributário ou outro aconselhamento profissional da Wise Payments Limited ou de suas subsidiárias e afiliadas, e não se destina a substituir a obtenção de aconselhamento de um consultor financeiro ou de qualquer outro profissional

Não fornecemos nenhuma declaração, garantia ou aval, expresso ou implícito, de que o conteúdo da publicação esteja preciso, completo ou atualizado.

Dinheiro sem fronteiras

Saiba mais

Dicas, novidades e atualizações para a sua região