Pensando em fazer uma transferência bancária internacional? Leia este artigo antes

Joao Marcos
15.01.21
Leitura de 2 minutos

Existem diversas formas de enviar dinheiro para o exterior: bancos, casas de câmbio, plataformas online, Correios, etc. Porém, mesmo com essa diversidade de opções, é comum as pessoas escolherem o banco em que já são correntistas para enviar dinheiro.

Ao realizar uma transferência internacional com o banco (ordem de pagamento internacional), você irá se deparar com diversos custos. No entanto, alguns deles poderão estar pouco claros. Neste artigo, conheça todas as taxas cobradas pelos bancos nessas transferências e também conheça a Wise, sua melhor opção para enviar dinheiro ao exterior:

Conheça os serviços da Wise
e comece a economizar 💰

Transferência bancária internacional: explicando as taxas

Além da tarifa dos bancos para fazer transferência internacional, existem outros custos com os quais você deverá fazer conta ao fazer transferência internacional. Eles poderão não ser tão óbvios, mas é importante saber quanto irá custar a transferência internacional para evitar surpresas na hora em que o envio é feito.

Taxa de envio

Você pode procurar essa taxa acessando a tabela de taxas e tarifas do seu banco, que normalmente está disponível online. Outro ponto que você deve analisar é se seu banco possui uma tarifa mínima, independentemente do valor que você enviar.

Taxa de câmbio

Os bancos trabalham com a taxa de câmbio turismo. Ou seja, adicionam ao câmbio comercial uma margem definida por eles. Na hora de converter o dinheiro em outra moeda, o valor do câmbio será diferente do câmbio médio de mercado (câmbio comercial), definido pelo mercado financeiro.

Despesas SWIFT

As transferências bancárias internacionais são feitas através do sistema de mensagens SWIFT (Sociedade para Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais). Por isso os bancos cobram a “despesas SWIFT”, relacionadas com a troca de comunicações para transferências entre países diferentes. O valor não é fixo - cada banco poderá estipular seu preço - e pode ser aplicado ao remetente da remessa e/ou beneficiário.
Além disso, você poderá se informar com o seu banco sobre se haverá despesas extras devido a interferência de bancos intermediários no envio da transferência.

IOF

O IOF é um imposto federal brasileiro aplicado a operações financeiras, e também as remessas internacionais estão sujeitas a ele. Ele será de 1,1% do valor total enviado quando você transferir para sua própria conta, e de 0,38% caso você envie dinheiro para outra pessoa.

Leia também: Como receber dinheiro do exterior: coisas que você precisa saber

Como fazer transferência bancária internacional: dados necessários

Cada banco irá solicitar diferentes informações para realizar o envio do dinheiro. Os dados mais comuns solicitados são:

  • Nome completo do beneficiário
  • Nome do banco do beneficiário
  • Número da conta do beneficiário ou código IBAN
  • Código SWIFT
  • Motivo da transferência

Além dessas informações, e dependendo do valor a enviar, o banco poderá pedir outras informações, como comprovação de renda.

Como fazer estas operações?

A generalidade dos bancos oferece a opção de realizar essa operação pessoalmente em agência bancária. Em alguns casos, como a Caixa Econômica Federal, é mesmo necessário que você assine o formulário de solicitação de transferência presencialmente.

Outros bancos, como o Citibank, Itaú ou Bradesco, terão a possibilidade de você fazer a transferência bancária internacional através de internet. No entanto, note que poderá haver limites de envio mais baixos quando estas operações não forem feitas diretamente em agência.

Wise, alternativa com o câmbio médio de mercado

A Wise surgiu com o intuito de tornar as transferências internacionais de dinheiro em algo simples e barato. Ela trabalha somente com uma comissão que você vê quando cria a sua transferência, e usa o câmbio comercial para converter o dinheiro (não aplicando margem de lucro). Ou seja, é usado o câmbio médio de mercado - aquele que você pode ver no Google. Nas transferências de/para o Brasil, o IOF já está incluso na comissão.

Faça uma simulação e saiba exatamente quanto irá custar a sua transferência! Sem taxas escondidas e valores abusivos:


Leia também: Recebi dinheiro do exterior, preciso pagar imposto?

Fontes utilizadas neste artigo:

1 - Banco Itau - Tabela de Tarifas
2 - Santander - Tabela de Serviços
3 - Caixa Econômica - Tabela de tarifas pessoais
4 - Banco Bradesco - Tabela geral de tarifas
5 - Banco do Brasil - Tarifas
6 - Banco do Nordeste - Tabela de serviços diferenciados
7 - Banco Inter - Tabela de tarifas pessoa física
8 - Citibank - Tarifas para conta pessoa física


Esta publicação foi redigida com o intuito de fornecer informações gerais, sem a pretensão de abranger todos os aspetos do tema em questão. Ela não se destina a fornecer orientação financeira. Você deverá procurar aconselhamento profissional e/ou especializado antes de tomar qualquer ação baseada no conteúdo deste artigo. A informação da publicação não constitui parecer legal, fiscal ou de qualquer outra índole profissional por parte da TransferWise Ltda e seus parceiros. Resultados anteriores não garantem efeitos similares no futuro. Não garantimos de forma explícita ou implícita que o conteúdo da publicação esteja preciso, completo ou atualizado.

Wise é o jeito novo e inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais

Dicas, novidades e atualizações para a sua região