Wise reduz taxas para clientes brasileiros

Mayra Martins
24.05.21
Leitura de 2 minutos

A Wise anunciou uma redução média de 40% no valor da tarifa para os clientes brasileiros que queiram enviar dinheiro para o exterior. A novidade é o primeiro resultado após o início da operação sob a licença de corretora de câmbio autorizada pelo Banco Central no começo do ano.

De acordo com dados de estudo recente encomendado pela Wise ao Grupo Croma, a falta de transparência dos valores tarifários apresentados pelas instituições gera dúvidas sobre o valor final e representa um dos principais desafios na hora de realizar a transação (citado por 29% dos entrevistados), já que muitas pessoas desconhecem as tarifas cobradas para transações financeiras internacionais. Esse dado está alinhado com os fatores decisivos na hora de transferir dinheiro para fora do País. Quando questionados sobre os atributos priorizados na tomada de decisão sobre a escolha da empresa para realizar transferências internacionais de dinheiro, a conveniência (37%) é o principal.

Transferir dinheiro internacionalmente ainda é uma tarefa difícil e cara, mas a Wise está trabalhando para solucionar isso ao seguir comprometida com a missão de fornecer um serviço mais rápido, mais barato, mais conveniente e transparente, para ajudar os clientes a economizarem. A autorização para atuar como corretora de câmbio no Brasil reflete o compromisso da Wise com os clientes brasileiros e o investimento no País, que é um dos cinco mercados prioritários para a empresa globalmente.

A relação do brasileiro com moedas estrangeiras

Da base de pessoas entrevistadas pela pesquisa realizada pela Croma a pedido da Wise, grande parte (82%) fez compras com o cartão de crédito em moedas estrangeiras no último ano. Ainda: 50% enviou ou transferiu dinheiro para fora do país, 42% recebeu dinheiro de outro país e 41% realizou uma transação de câmbio. E 58% dizem ter a intenção de transferir dinheiro nos próximos 12 meses.

Com relação aos canais utilizados para transferências internacionais, as plataformas digitais/aplicativos são as mais conhecidas (69%), as mais usadas (57%, seguidas dos bancos com 48%) e também as preferidas (52%; os bancos aparecem na sequência com apenas 28%). Os dados mostram que apesar da alta taxa de uso de bancos para esse tipo de transação, sua preferência é consideravelmente mais baixa, o que indica certa frustração com o canal. E essa predileção pelas plataformas online tende a se manter, já que quando questionados sobre a intenção de realizar esse tipo de movimentação financeira no futuro, 61% das pessoas disseram que pretendem fazê-lo por meio de plataformas digitais e aplicativos (contra 40% que afirmaram pretender usar os bancos).

Metodologia da pesquisa

Questionário online quantitativo, respondido por 603 entrevistados, homens e mulheres, com 18 anos ou mais, das classes ABC, que realizaram operações de transferência de dinheiro para o exterior nos últimos 12 meses ou que realizaram compras de produtos/serviços em moeda estrangeira.

Wise é o jeito novo e inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais

Dicas, novidades e atualizações para a sua região