Comprar dólar no Bradesco: tudo o que precisa saber

Wise
21.09.18
Leitura de 4 minutos

Quando as pessoas viajam para um país diferente, muitas vezes preferem comprar moeda nas agências dos seus bancos. Seja porque têm tarifas diferenciadas por serem clientes, ou por acharem que é mais seguro, é comum comprar dólar no Bradesco ou outros bancos.

Comprar dólar no Bradesco: qual o câmbio da operação?

Nas compras de moeda estrangeira, seja em espécie ou numa transferência bancária, o câmbio utilizado é o turismo. Esse câmbio difere do câmbio definido como comercial. A diferença está explicada na tabela abaixo:

Câmbio comercial Câmbio turismo
É o valor médio do dólar entre transações no mercado financeiro no final de cada dia útil. É considerado o câmbio verdadeiro do dólar. Tem o dólar comercial como referência, mas adiciona uma margem de onde obtém receita. É o valor que bancos e casas de câmbio usam em suas operações financeiras.

Ao comprar dólar no Bradesco, quais as possiblidades?

As possibilidades para comprar dólar no Bradesco podem ser conferidas no site do banco na opção “Câmbio”, dentro da secção de “Produtos e Serviços”, e são as seguintes:

  • Moeda em espécie: o montante desejado pode ser comprado nas agências ou diretamente em terminais eletrônicos especializados, disponíveis somente na cidade de São Paulo. A partir de R$10.000,00 por compra (ou por mês, no caso das transferências bancárias), você tem de declarar o valor à Receita

  • Cartão pré-pago: funciona como um cartão de débito, com saques sob uma taxa fixa em caixas eletrônicos estrangeiros. A cotação é fechada no dia que o cartão é carregado. O Bradesco emite em duas bandeiras, American Express e Visa

  • Remessas internacionais: por transferência bancária ou por ordem de pagamento, em que o valor fica disponível em um operador estrangeiro para a retirada pelo remetente. Esses serviços podem ser solicitados por internetbanking ou pelo canal de atendimento telefónico. O Bradesco trabalha também com a Western Union, empresa que envia remessas de dinheiro como ordem de pagamento mas funciona com um sistema próprio

  • Cheques de viagem: você compra o dólar através dele e pode trocá-lo em casas de câmbio nos EUA por dinheiro em espécie. Há também alguns estabelecimentos que aceitam este tipo de cheque como pagamento, mas podem cobrar um percentual para isso

  • Cartões de crédito internacional: a cotação das compras feitas em dólares é estipulada no dia do fechamento da fatura, tornando difícil prever o valor que você realmente está pagando quando usa o cartão

Confira abaixo algumas das tarifas cobradas nas principais operações de câmbio ao comprar dólar no Bradesco:

Operação com dólar Custo total com o Bradesco1
Venda de dólar em espécie IOF (1,1%) + margem de lucro no câmbio + tarifa de $ 30,00
Venda de dólar por carregamento de cartão pré-pago (valor com emissão incluída) IOF (6,38%) + R$ 25,00 pelo cartão +taxa de US$ 2,50 por saque no exterior
Venda de dólar em cheque de viagem IOF (6,38%) + margem de lucro no câmbio turismo + R$ 25,00 por emissão
Cartão de crédito IOF (0,38%) + margem de lucro no câmbio + R$ 20,00 por saque
Ordem de pagamento por transferência bancária IOF (0,38%) + US$ 100,00 (tarifa pelo serviço) + câmbio turismo Bradesco + custos SWIFT (a pagar no Bradesco ou no banco de destino no exterior)
Ordem de pagamento via Western Union IOF + US$ 400,00 por emissão + taxa de câmbio turismo

Fonte - consultada a 11/09/18

Comprar dólar no Bradesco ou fazer transferência?

Se você possui ou conhece quem possua conta bancária nos Estados Unidos, pode considerar a transferência internacional. O Bradesco, como a maioria dos bancos, faz esse tipo de transação financeira. Mas com alguns custos incluídos.

Veja uma comparação entre enviar R$ 1000 através de uma transferência bancária internacional para os EUA com o Bradesco e com a Wise.

Provedor Envio Tipo de câmbio Custo total
Bradesco R$ 1000 Câmbio turismo: com receita no câmbio IOF (0,38% ou 1,1%) + taxa de envio de U$ 100,00 + custos SWIFT + margem no câmbio turismo
Wise R$ 1000 Câmbio comercial: sem margem de lucro R$ 23,60 IOF incluido

IOF - Imposto sobre Operações Financeiras

Imposto cobrado pelo governo em todas as operações de crédito, seguro e, claro, câmbio. O IOF é de 0,38% quando você envia dinheiro para uma conta no exterior em nome de outra pessoa; se a conta for sua, o IOF é de 1,1%.

Margem de lucro no câmbio Bradesco

Segue normas do Banco Central e está incluída no valor do dólar do banco - câmbio turismo Bradesco. O Bradesco não tem disponível publicamente o valor que cobra nessa margem, mas você poderá perguntar junto do banco.

Custos SWIFT

SWIFT é o sistema internacional de comunicação bancária. Quando você faz uma remessa internacional, esses custos são cobrados por bancos intermediários e/ou banco de destino no exterior. No entanto, você pode escolher pagar essa quantia junto do Bradesco, de modo a garantir que o beneficiário não receberá menos dinheiro do que o previsto. Mas qualquer que seja sua opção, o SWIFT vai sempre representar um custo extra na transferência internacional bancária.

Como economizar tendo o câmbio justo?

A Wise é uma plataforma de transferências internacionais. Ela funciona de maneira online, e usa o câmbio comercial, sem margem de lucro, cobrando apenas uma comissão - que já inclui o IOF - mostrada no início da transferência.

Isso é possível porque funciona como correspondente cambial nos países onde atua. No Brasil, a Wise atua em parceria com o MS Bank e com o Banco Rendimento: ambos estão autorizados a operar com câmbio no Brasil. Então, quando você envia dinheiro com a Wise, o dinheiro é primeiramente recebido no Brasil (ou outro país de origem de onde você faça o envio). Depois de recebido, o dinheiro é convertido e enviado para o país de destino também através de uma transferência local. Deste modo, você não paga os custos de uma transferência bancária internacional tradicional.

Para enviar dinheiro com a Wise, basta criar uma conta gratuita no site ou no app. Depois, pode seguir os passos:

  1. Já na página inicial tanto do app quanto do site, preencha a quantia a enviar em reais e selecione o dólar como moeda de destino. Pode então verificar quanto irá custar a transferência - por defeito, o site irá informar o valor para uma remessa de mesma titularidade (com IOF de 1,1%). Se você escolher outra pessoa como beneficiário, o IOF passará para 0,38%, e a comissão ficará mais barata
  2. No seguinte passo você adiciona os dados do beneficiário no exterior, que podem ser de uma conta sua ou de outra pessoa
  3. Daí é só pagar o valor combinado. No Brasil, pode fazê-lo via TED ou por boleto bancário

O remetente e o beneficiário passam a receber e-mails com atualizações sobre a transação. O dinheiro será recebido pela empresa, convertido com o câmbio comercial, e enviado para o beneficiário, sem custos extras.


Fontes:
¹https://banco.bradesco/assets/classic/pdf/vigencia-atual/tabela-geral-tarifas.pdf


Esta publicação foi redigida com o intuito de fornecer informações gerais, sem a pretensão de abranger todos os aspetos do tema em questão. Ela não se destina a fornecer orientação financeira. Você deverá procurar aconselhamento profissional e/ou especializado antes de tomar qualquer ação baseada no conteúdo deste artigo. A informação da publicação não constitui parecer legal, fiscal ou de qualquer outra índole profissional por parte da TransferWise Ltda e seus parceiros. Resultados anteriores não garantem efeitos similares no futuro. Não garantimos de forma explícita ou implícita que o conteúdo da publicação esteja preciso, completo ou atualizado.

Wise é o jeito novo e inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais

Dicas, novidades e atualizações para a sua região